Domingo, 9 de Dezembro de 2007

Projecto Criarte/Memória dos Espaços - Anta das Pedras Grandes

 

DESIGNAÇÃO: Anta de Pedras Grandes
LOCAL/ENDEREÇO: Rua Avelar Brotero. Implanta-se em terreno baldio coberto de vegetação e afloramentos calcários.
FREGUESIA: Caneças
PATRIMÓNIO classificado
CLASSIFICAÇÃO: Interesse Nacional
LEGISLAÇÃO: Dec. n.º 33587, DG 63 de 27 Março 1944 e Dec. n.º 37450, DG 129 de 16 Junho 1949
ZONA DE PROTECÇÃO: Sim
PROTECÇÃO:
BENS IMÓVEIS: Sítio
BENS MÓVEIS:
FUNÇÃO DE ORIGEM: Necrópole
FUNÇÃO ACTUAL: Não tem.
ENQUADRAMENTO: Edifício utilizado durante os 4º-3º milénios A.N.E como lugar de enterramento da população local.
DESCRIÇÃO GERAL E PORMENORES IMPORTANTES: Este monumento tinha uma câmara com 7 esteios coberta provavelmente por uma laje. Virada para Sudeste a entrada encontra-se marcada por um pequeno vestíbulo com dois esteios.
Actualmente apenas restam 6 dos esteios da câmara e os dois do vestíbulo. No interior da câmara foram recolhidos restos de ossadas humanas, perfazendo um número mínimo de 6 indivíduos.
CONSERVAÇÃO: Razoável
ÉPOCA: Neolítico final
SINTESE HISTÓRICA E ARQUITECTÓNICA:
ARQUITECTURA:
ESTILO ARQUITECTÓNICO: Arquitectura funerária pré-histórica
PERIGOS EVENTUAIS: Vandalismo
POTENCIALIDADES ESPECTÁCULOS: Não
OBSERVAÇÕES: Projecto de valorização e arranjo paisagístico do espaço envolvente.
BIBLIOGRAFIA: Carta Arqueológica do Município de Loures, nº 174 (policopiado) Ferreira, O.V. (1959) Inventário dos Monumentos Megalíticos dos Arredores de Lisboa. Actas e Memórias do I Congresso Nacional de Arqueologia, Lisboa, p. 218
Madeira, S. (1974) Elementos Subsidiários para a História do Concelho de Loures, Ed. Do Autor, p. 94
Oliveira, c. (1994) Projecto de Demarcação e Valorização de duas estações arqueológicas do Concelho de Loures. Actas das V Jornadas Arqueológicas (Lisboa, 1993). Associação dos Arqueólogos Portugueses, Lisboa, p. 28-30
Ribeiro, C. (1880) Notícia de Algumas Estações e Monumentos Pré-históricas, Estudos Prehistóricos em Portugal, Lisboa, p. 69
Zbyszewski, G. (1964) Carta Geológica dos Arredores de Lisboa, Notícia Explicativa da folha 2 (Loures), Serviços Geológicos de Portugal, Lisboa, p. 81.
http://www.cm-odivelas.pt/Extras/Patrimonio/detalhe.asp?id=11
 
A Anta das Pedras Grandes, classificada como Monumento Nacional pelo Decreto-Lei 33587 de 27/03/1944, ratificado pelo Decreto-Lei 37450 de 16/06/1949, está situada no Bairro do Casal Novo, freguesia de Caneças.
Em 2001, a empresa Era, Arqueologia, Lda, foi contratada para uma intervenção de diagnóstico à situação da Anta, avaliando o seu estado de conservação e o potencial científico. Do relatório então apresentado consta uma proposta de escavação e valorização patrimonial que recebeu a aprovação de princípio do Instituto Português de Arqueologia (IPA) e Instituto Português do Património Arquitectónico (IPPAR).
Em 2002-2003 a Autarquia, através do seu arqueólogo, Rui Boaventura, desenvolveu diversas acções de limpeza e tentativas de salvaguarda da Anta das Pedras Grandes, para as quais reuniu com técnicos do IPA e do IPPAR.
Finalmente a intervenção arqueológica na Anta das Pedras Grandes que decorreu essencialmente entre os dias 5 de Julho e 6 de Agosto, com a limpeza superficial da envolvente e concluiu-se a 16 de Agosto de 2004, com o aterro das áreas sondadas.
A equipa de escavação foi constituída pelo arqueólogo municipal e responsável científico, Rui Boaventura, pela arqueóloga Maia M. Langley e o bio-arqueólogo Álvaro Figueiredo. Sob a sua coordenação participaram 14 estudantes universitários de antropologia e arqueologia originários de diversas universidades estrangeiras, dos E.U.A., Austrália, Grã-Bretanha, Canadá e Roménia.
O sentido final de intervenção de conservação e restauro implicou a recolocação dos esteiros ainda existentes, na sua posição aproximadamente original, transmite ao visitante a imponência arquitectural - pelos dados recolhidos este sepulcro teria cerca de 3 metros de altura acima do terreno envolvente.
Posteriormente toda a zona escavada e envolvente será regularizada de forma a dignificar todo o espaço, nomeadamente, com a construção de uma zona verde.
A Anta das Pedras Grandes, é descrita por:
Anta de câmara poligonal formada por um esteiro de cabeceira e seis esteiros e um pequeno portal de acesso, constituído por um par de pequenos esteiros.
Terá sido utilizada como sepulcro no Neolítico médio-final, provavelmente entre meados e a 2ª metade do 4º milénio A.N.E..
Todos os esteiros, alguns de grande dimensão, são de calcário existente no local.
publicado por tecnicodesign10m às 16:14
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 2 seguidores

.Escola Secundária de Caneças

.Contador


Free Counter

.Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Projecto Criarte / Memóri...

. Projecto Criarte / Memóri...

. Projecto Criarte/Memória ...

. Projecto Criarte/Memória ...

. Projecto Criarte/Memória ...

. Criarte, Inovar os lugare...

. Cidades criativas

. A Casa da Juventude de Od...

. Visita de estudo à Exposi...

. Visita de Estudo ao Museu...

. Arquitectura e Humanismo

. Requalificação do espaço ...

. Criação

. Conceitos

. Constituição da turma

. Em construção

.links

.pesquisar

.arquivos

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.tags

. todas as tags

.Caneças

.Odivelas

.Câmara Municipal